13 de dezembro de 2007



E por ai vai...

“Deixa eu te dar a outra face...”

Agora respire fundo. Bata forte. Sinta o gosto.

Ah! Viu só como é fácil?

Alívio, alívio...

Aquele velho cheiro pairando no novo ar.

Os sujeitos que usam predicado pra fazer de objetos.

Jogos. Gesto. Mistura. Loucura.

Se passar dessa, perca as esperanças.

Não vá ou fundo. Nem fundo. Nem poço.

Vá encima. Acima. No vôo.

E grite. Mais alto. Mais largo.

“Perdi, mas não esculacha!”

Por Laila Braga 01:48

|








0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link